9 de outubro de 2012

para a db

DB,
As pessoas escrevem para se salvarem. Para acalmarem os demónios que lhes apazigua a Alma. Para tornar o que não têm em bom-senso numa parcela satisfatória. As pessoas escrevem porque têm medo de se esquecerem consoante o tempo, e, então acham que escrever é uma marca que fica sempre. Talvez não seja um sempre de eternidade mas um sempre de enquanto dura. Quem escreve é mais louco e mais feliz. Mais livre e decadente em simultâneo. Mais carente e mais independente ainda. É uma eterna luta sedentar o papel com tudo aquilo que nos atravessa o subconsciente mas o gosto da vitória sabe sempre bem. Recuarmos nós próprios de nós próprios. Porque escrita também é a morte do artista. E, escrever requer assuntos que se tornam em ciclos viciosos e estrondosos mas com um certo sabor agridoce da jornada. Os escritores são malucos mas felizes. Verdadeiros escritores nunca se surpreendem ao matarem tantas vezes a mesma essência. Quem corre por gosto não cansa, não é verdade? Escritor que é escritor trata da sua escrita com uma prioridade. Porque expõe o seu interior aos leões e isso requer perigo iminente. E, nem que seja apenas uma vez por mês. Se és maluca e feliz e gostas então és escritora.

(Não sei se consegui o meu melhor, db. E, passem pelo blog dela.)

5 comentários:

Aurora disse...

Está verdadeiro <3

♥ marta. disse...

oh fofo

Lєtıs ☯ disse...

Nada a agradecer (:

Rita Barbosa disse...

bem não sei o que se passa, aqui dá s: mas mesmo assim se não consegues copia o link do blog e vai ao painel, lá tem um sitio que diz adicionar e colas lá e já dá normalmente (:

db disse...

Já li