14 de novembro de 2012

Hoje nem consigo olhar para ti

Naquelas vezes em que o meu interior te dá uma oportunidade eis que instantaneamente percebo que é preferível desistir. Que quando algo nasce torto tarde que já nem existe entre nós nunca se endireita  Do outro lado, só aprendo contigo o que nunca irei fazer com os meus filhos se os tiver. Tenho-te um sabor tão amargo. E, o açúcar no mercado esgotou-se. Preciso de um cigarro para queimar as agonias que me dás na pele. 

4 comentários:

nicolemorais disse...

está forte!

Daniela Castro disse...

Desistir nunca é o mais correto, ás vezes nem é desistir é mentalizar que não dá, e isso é um sinal de ousadia e coragem ! Força :)

raquel sousa disse...

força princesa!

Daisy disse...

achas ? eu não consigo acreditar nisso :o
estou a seguir *