18 de novembro de 2012

Pássaros Livres X

Deixo-te um bilhete pendurado no ninho.
O meu céu anda turbo e com poucas nuvens brancas. As minhas asas estão encharcadas pela chuva mas não há Sol que desapareça de vez.

Mariana, um do meus Sois és tu.

6 comentários:

marce m* disse...

adoro o blog princesa, e este design está qualquer coisa *-*

inês geraldes disse...

não directamente...

inês geraldes disse...

isso não será implorar por um amor que não existe?

inês geraldes disse...

se existisse amor eu não precisava de lhe pedir uma oportunidade, ele sabe que gosto dele. se existisse amor já estavamos juntos há muito!

inês geraldes disse...

mas custa-me saber isso, porque é dele que eu gosto!

sara disse...

exacto, o sol aparece sempre :)