21 de dezembro de 2012

É isto que me move!


"A minha cena é love! Cada um colhe o que semeia. (...)
Há muito comprador sempre a mostrar desdém. Tantos impostores que eu não sei quem é quem. Mas, sei a quem devo. A Deus e mais ninguém. O azar de quem me teve, é a sorte de quem me tem. Mas, represento o que essa gente, reprova. Loucos para me ver na lama e para me ver na cova. Vivem na penumbra, eu estou a seguir a luz. Põe-me uma coroa de espinhos e prega-me numa cruz! Que eu tenho perdão que sobra, reserva-me um lugar no panteão. Vou imortalizar a minha obra! Tu queres protagonismo? Boy, ele é todo teu! Apedreja-me, insulta-me, como faz um fariseu  Isto está disponibilizado por isso digo-te eu: Nunca há-dês ver gigantes em lutas de pigmeus. Os ignorantes estão para sábios. Sou arte urbana. Mona Lisa com King Size nos lábios."

3 comentários:

nês disse...

que lindo +.+

Margarida disse...

sou a maior fã dos teus enxertos :))

Anónimo disse...

jimmy p, muito bom