9 de fevereiro de 2013

Uma imagem vale mais do que mil palavras

A Felicidade cresce a medida que o tempo passa porque pensamos que temos tempo. Não quero que chores por rapazes. Nem quero que acredites sempre na Hello Kitty. Na magia dos teus olhos verdes imagina os teus caminhos. Nas linhas das tuas mãos pequenas traça o teu destino. Não quero que acredites no Karma como faço. Nem quero que acredites que todos nós temos telhados de vidro. E, não quero que uses paus para os partir. Não quero que percas a formosura da tua inocência e quero saber cada espinho que te espeta na pele por cada rosa vermelha que te dão para cheirar. Só acredito e olhos fechados e mãos queimadas que até ao final da minha vida irás ser o ar que respiro. Não quero que uses sempre a coroa de princesa. Quero que pegues nas tuas armas e mostres que és capaz. O Mundo é fodido e é refém dos piores e nunca ajudante dos melhores, Beatriz. Não quero que acredites que os sonhos são só sonhos. E, não quero que te assustes quando vires que o papão não vive debaixo da tua cama mas dentro da tua cabeça. Não quero que tenhas mil e uma amigas mas que tenhas apenas uma que as juras sejam feitas de boa-vontade sem alianças. Não quero que te escondas nem tão pouco quero que tenhas medo de pessoas porque somos pessoas. Pedaços de carne. Não quero que chores quando por vezes apenas sobrevives. Quero que te levantes na manhã seguinte com a capacidade de viver. E, também não queria que os anos passassem mas passaram e do outro lado é um orgulho ver-te crescer. Não quero ouvir-te gritar. Fala baixinho e em pouco tom. Intimida quem te deseja e não intimides quem te quer. Mulheres fortes não sobem na vida deitadas, sobem na vida a baixar barreiras levantadas. Quero que guardes por infinitos a criança que tens dentro de ti. Quero sentir a paixão nas tuas mãos quentes como a tens. E, quero que não tenhas receio de sentir ao máximo tudo o que te dão. Não tenhas medo, princesa, o primeiro filho da puta que te apontar um dedo, vai cair por terra em todos os seus julgamentos. Quero que ensines ao adultos o que é dar risadas a mostrar os dentes. E, um dia que te percas a ler estas lindas quero que saibas que amor como te tenho só existe uma vez na vida. Quero que saibas que és o ar que respiro. E, que sem ti sufoco. 

3 comentários:

Daisy disse...

que fofooooos!

Aurora disse...

amor eterno

♥ marta. disse...

lindo de se ler, cláudia. até arrepia.