8 de junho de 2013

momentos espontanêos

Algures: Sinto-me invisível.

Agora: Não sintas, isso somos todos.

5 comentários:

Jane disse...

ora nem mais.

Cláudia Ribeiro disse...

Sempre mesmo.

P disse...

na verdade, a invisibilidade perante aqueles que mais gostamos dói e muito.

disse...

o espontâneo é sempre verdadeiro
e obrigada pelo teu comentário

Sarafaela disse...

obrigada querida : )